Publicidades

Últimas Novidades

Banco sul-africanos ajuda a financiar barragem de Laúca


O negócio, entre o Ministério das Finanças e o Banco de Desenvolvimento da África do Sul (DBSA – Development Bank of Southern Africa), foi autorizado por despacho assinado pelo Presidente da República, João Lourenço, de 6 de Fevereiro, de acordo com a Lusa.
O aproveitamento hidroeléctrico de Laúca, no rio Kwanza e localizado entre as províncias do Kwanza-Norte e Malanje, foi um investimento do Estado de 4,3 mil milhões de dólares, tornando-se a maior obra pública do país.
Com um volume de água de albufeira de mais de 2.500 milhões de metros cúbicos, o enchimento da barragem de Laúca só terminará em 2018, com a elevação até à quota 850, completando o reservatório na sua totalidade.
Nessa altura, estarão em funcionamento as seis turbinas que estão instaladas, totalizando 2.070 MW de electricidade, mais do dobro da capacidade das duas barragens – Cambambe (960 MW) e Capanda (520 MW) – já em operação no rio Kwanza. (Valor Económico)